SÃO PAULO

3 dias
com Jan Scholten

Junho 15 a 17
Sobre

APH – Associação Paulista de Homeopatia


História da APH

A APH – Associação Paulista de Homeopatia – foi fundada em 5 de junho de 1936, com o objetivo de divulgar a doutrina Hahnemaniana.

A primeira fase da entidade foi muito difícil, pois era comum a homeopatia ser associada à fitoterapia, umbanda, espiritismo, vertentes rotuladas de charlatanismo.

Com a invenção de novos medicamentos, depois da 2ª Guerra Mundial, a Homeopatia fica um pouco esquecida, mas a partir dos anos 60, as coisas começam a mudar. Em todo o mundo, os movimentos de contestação questionam a especialização médica, que trata apenas partes do ser humano, em prejuízo de uma visão holística, que integra corpo e mente.

É dentro desse contexto, que em 1970 é inaugurada a sede própria da APH. A Homeopatia passa a despertar grande interesse, sendo chamada de terapêutica alternativa. A grande virada acontece em 1978, quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a utilização de práticas alternativas e da medicina tradicional no atendimento primário à saúde. Nos dois anos seguintes, a Homeopatia é reconhecida como especialidade médica pela Associação Médica Brasileira (AMB) e pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). A década de 80 é marcada pela ampliação do atendimento Homeopático na rede pública.

Contribuindo para essa expansão, hoje a APH realiza cursos de aperfeiçoamento, publica um boletim informativo e a principal revista científica do país em Homeopatia. Mantém ainda um ambulatório para atendimento gratuito à população carente. Como no início de sua criação, o objetivo é colaborar para o desenvolvimento e a divulgação da Homeopatia, na certeza de que é uma terapêutica eficaz, mais barata e menos agressiva, que muito pode contribuir para a saúde da população.