Homeopatia no Brasil foi introduzida por um discípulo francês de Hahnemann, Benoit-Jules Mure, que aqui chegou em 21 de novembro de 1840. Mure vem inicialmente introduzir a doutrina social de Charles Fourier; para tanto, ele consegue apoio do governo brasileiro de D. Pedro II e vai para o interior de Santa Catarina onde funda um falanstério (comunidade que segue os princípios de Fourier), o qual, no entanto, não é bem sucedida. Volta então Benoit Mure para o Rio de Janeiro, onde inicia o ensino, a prática e a propagação da Homeopatia. Seu primeiro discípulo no Brasil é o médico português João Vicente Martins que propaga a Homeopatia no norte e nordeste do Brasil. Em 2 de julho de 1859 é fundado o Instituto Hahnemanniano do Brasil (IHB) na cidade do Rio de Janeiro.